Supercopa, Libertadores, R$ 52 milhões... Tudo o que está em jogo para o Athletico na Copa do Brasil


  • Criado por: Adriana Diniz
  • Postado em: 17/09/2019

A chance de levantar a Copa do Brasil, por si só, já deve motivar qualquer jogador. Mas a conquista oferece várias outras vantagens, como garantir a participação em duas competições no ano que vem e encher o cofre com R$ 52 milhões. Tudo isso estará em jogo no Internacional x Athletico.

A finalíssima da Copa do Brasil está marcada para 21h30 desta quarta, no Beira-Rio. 

Após vitória por 1 a 0 na ida, o Athletico tem a vantagem do empate. Derrota por um gol de diferença (1 a 0, 2 a 1, 3 a 2...) leva para os pênaltis. O Inter precisa ganhar por dois ou mais gols.

 

Supercopa de 2020

Novidade no calendário do futebol brasileiro para 2020, a Supercopa vai reunir o campeão da Copa do Brasil e o campeão do Brasileirão. Os times vão se enfrentar em jogo único no dia 22 de janeiro, uma quarta-feira, no Mané Garrincha. Ou seja, quem conquistar a Copa do Brasil deste ano já estará em uma decisão na próxima temporada. A Supercopa já teve duas edições, logo no início dos anos 90. Em 1990, o Grêmio venceu o Vasco. Em 1991, o Corinthians ganhou do Flamengo.

 

Fase de grupos da Libertadores

Além da Supercopa, o campeão da Copa do Brasil também garante uma vaga direto na fase de grupos da Libertadores. Atualmente, o Furacão é o 11° colocado no Brasileirão, sete pontos atrás do G-4 (que leva direto para a fase de grupos) e seis pontos atrás do G-6. A conquista da Copa do Brasil, portanto, faria o Athletico já carimbar o passaporte para o torneio mais importante do continente pela sétima vez - o clube já esteve na Libertadores em 2000, 2002, 2005, 2014, 2017 e 2019.

 

Premiação milionária

Além de significar um calendário recheado em 2020, o título da Copa do Brasil também representa um aporte milionário nos cofres do campeão. O Athletico já tem R$ 12,3 milhões garantidos por ter disputado as oitavas, as quartas e as semifinais. O campeão leva mais R$ 52 milhões. E o vice, R$ 21 milhões. Se levantar a taça da Copa do Brasil, portanto, o Furacão vai abocanhar R$ 64,3 milhões só em premiações. Isso sem falar nos ganhos com bilheteria, patrocinador, negociações...

 

Taça inédita

Além de todas essas vantagens, os comandados de Tiago Nunes também têm a chance de ficar - mais uma vez - marcados na história do clube. Campeão da Sul-Americana de 2018, o grupo vai atrás de outro título inédito. E conquistar a Copa do Brasil faria com que o elenco atual ficasse marcado como a geração mais vitoriosa do clube. É a chance para que Santos, Léo Pereira, Wellington, Bruno Guimarães, Nikão e companhia se consolidem como ídolos da torcida.

 

Texto extraído do portal GE